Seis que passaram mal no jockey seguem internados

A Polícia Civil de Sorocaba investiga a intoxicação de seis homens no Jockey Club de Sorocaba na manhã de domingo (7). 


Os funcionários e jóqueis passaram mal após ingerir café e foram hospitalizados com hipotensão (pressão baixa), taquicardia, tremores, náuseas e vômitos. Todos seguiam internados nesta segunda (8), sendo que um deles estava em estado considerado grave.

A delegada títular do 8º DP, Luciana Regina Bachir, explicou que a garrafa térmica utilizada foi enviada para perícia e aguardava a alta das vítimas para colher os depoimentos. "Vamos proceder as oitivas, pois as vítimas não puderam prestar declarações por estarem internadas. Também serão aguardados os laudos periciais", disse.

No entanto, de acordo com o registro da ocorrência, o funcionário que preparou o café teria jogado a bebida fora quando os funcionários começaram a passar mal. Copos utilizados pelas vítimas também foram encaminhados para análise.

De acordo com o relato inicial do homem, ele foi à cozinha do Jockey por volta 6h para preparar o café, como de costume. Ele relata ter lavado a garrafa antes da utilização. Teria chamado sua atenção, porém, que uma porta grande que fecha as cocheiras estava aberta. Após preparar o café, serviu e bebeu junto aos jóqueis e funcionários. Eles teriam começado a passar mal e o funcionário então jogou a bebida fora.

A reportagem entrou em contato com o Jockey Club de Sorocaba durante o dia, mas não haviam responsáveis disponíveis para comentar o caso.

Vítimas seguem internadas

A Secretaria da Saúde de Sorocaba informou que os seis pacientes que passaram mal continuavam internados  nesta segunda e com quadro clínico inalterado. Três homens, com 23, 28 e 31 anos foram transferidos para a Santa Casa e permaneciam em estado estável, recebendo atendimento de suporte e em observação clínica, tendo em vista que não se sabe ainda qual foi o agente causador da intoxicação.

Outros três pacientes, até a manhã de ontem, continuavam na Unidade de Pronto Atendimento do Éden, sendo dois estáveis (de 24 e 44 anos) e um, de 22 anos, que continuava com quadro clínico considerado grave devido à hipotensão. A previsão era de que todos fossem transferidos para a Santa Casa ainda nesta segunda.

Exames foram colhidos e enviados ao Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox ­ Campinas) para tentar auxiliar na identificação do agente causador da intoxicação. A Vigilância Sanitária enviou equipe ao jóquei nesta segunda para verificar as instalações, fornecimento de água, higiene e outros detalhes de sua competência enquanto autoridade sanitária. 


Fonte



Postagens mais visitadas