Comer em frente ao espelho deixa a comida mais gostosa

Macarronada, pizza, bolo, pastel, churrasco, brigadeiro, lasanha. Só de ler essas sete palavras você já sente seu estômago se comprimir e a boca encher d’água? 

Comer é bom, muito bom. Não à toa, como tudo que é muito bom, o ser humano tratou de colocar o desejo de comer mais um pedacinho na jaula: pronto, gula é pecado.
Religiosos ou pagãos, não há ninguém faminto que não salive diante do seu prato predileto. E algumas experiências podem tornar o prazer supremo da gula ainda mais delicioso, como comer acompanhado, por exemplo. O fenômeno é conhecido pelos cientistas como “a facilitação social da comida” que, nos alimentando na companhia de outras pessoas, nos faz sentir mais o sabor da comida e comer porções maiores.
Agora, um grupo de cientistas da Universidade de Nagoya, no Japão, descobriu que esse mesmo efeito potencializador do sabor pode ser atingido sozinho com a ajuda de um espelho. Isso mesmo: comer diante de um espelho ou de uma imagem de si mesmo comendo cria uma falsa impressão de companhia e deixa a comida mais gostosa. Voilà: um tempero chamado ego.
“Nós queríamos descobrir qual era o mínimo necessário para o efeito da facilitação social da comida. A outra pessoa precisa estar presente ou só a informação de que há uma presença é suficiente?”, explica o coordenador do estudo Ryuzaburo Nakata, na divulgação da pesquisa.
Para isso, Nakata e sua equipe fizeram testes com 16 pessoas entre 65 e 74 anos. Eles escolheram essa faixa etária porque é a que mais costuma fazer as refeições sem companhia. Os voluntários foram convidados a comer pipocas salgadas ou de caramelo por 90 segundos e, em seguida, descrever como se sentiram comendo sozinhos, em frente a um espelho ou assistindo a um vídeo deles mesmo se alimentando.

Postagens mais visitadas