Cientistas conectam cérebro humano com internet pela primeira vez

Nurocientistas e engenheiros da Universidade de Wits, na África do Sul, conectaram um cérebro humano à internet pela primeira vez na história. O projeto foi chamado de "Brainternet" (cérebro + internet, em inglês).



Segundo comunicado oficial, os pesquisadores utilizaram um eletroencefalograma (EEG, na sigla em inglês) — equipamento que detecta sinais elétricos do cérebro — para realizar o experimento. 

O aparelho transmitiu atividades neurológicas à um Raspberry Pi — computador pequeno que pode ser conectado à aparelhos de televisão ou telas de computadores —, e os dados puderam ser vistos diretamente em um programa online de qualquer lugar do mundo. 
"Estamos destinados a permitir a interação entre o usuário e seu cérebro para que ele possa fornecer estímulos e ver respostas", disse em nota Adam Pantanowitz, coordenador do projeto.
"A internet no cérebro pode ser aprimorada para classificar gravações em smartphones que vão dados para algorítimos de machine learning", falou. 
Segundo o pesquisador, a ação ainda pode influenciar a transmissão de informações entre o cérebro e o mundo exterior, e até entre pessoas. Contudo, isso pode demorar pois o órgão é muito mais complexo que computadores. 
(Com informações de IFL Science)

Postagens mais visitadas