Espécie de rato 'gigante' que salta de árvores é descoberta

Ratos quatro vezes maiores do que os que habitam as ruas das cidades e que caem do topo de árvores altíssimas. 

Parece um pesadelo, não? Mas é assim que agem os ratos gigante de Vangunu (Uromys vika), recentemente descoberta nas Ilhas Salomão, no Pacífico.
Há décadas os moradores do local alertam cientistas sobre a existência desses animais, mas até 2015, não havia registros formais sobre eles. Em novembro daquele ano, ao derrubar uma árvore de nove metros, um grupo de madeireiros encontrou um rato da espécie que vivia no topo. 
Infelizmente, o ratinho não sobreviveu à queda. Mas um vigia da área de conservação enviou seus restos para serem analisados pelo Museu de Queensland, na Austrália. "Eu imediatamente sabia que era algo novo", afirmou o mamologista Tyrone Lavery, que desde 2010 procurava pelo tipo de rato, em entrevista à National Geographic.
A partir das análises, os cientistas descobriram que os animais da espécie têm cerca de 40 centímetros e pesam por volta de um quilo, bem maior do que um rato comum da cidade.
 (Foto: THE FIELD MUSEUM)
Em estudo publicado no periódico Journal of Mammalogy, eles relatam ainda que foi possível entender alguns dos hábitos dos ratinhos. O rabo longo e sem pelos os ajuda a explorar o topo das árvores, enquanto as garras curvadas provavelmente surgiram como adaptação para a vida nesse ambiente. Os Vangunu também têm dentes afiados e adoram cocos. 
O registro é importante: os ratos estão á beira da extinção na ilha, mas sem análises específicas sobre a espécie ficava difícil para os locais comprovarem a necessidade de cuidar deles. A partir de agora, é possível que mais estudos sobre os Vangunu sejam feitos — e que novas formas de cuidar deles sejam descobertas.

Postagens mais visitadas