Estudo explica por que cachorros são sensíveis e sociáveis

Os chorros interagem, pedem ajuda e colaboram com as pessoas por causa da variação genética da oxitocina em seus organismos, aponta um novo estudo da Universidade de Linköping, na Suécia.

A oxitocina é um hormônio que está associado aos relacionamentos, tanto dos animais quanto dos humanos. O seu efeito depende da estrutura que o conecta à célula. 
Para o estudo, os pesquisadores coletaram o DNA de 60 golden retrievers para determinar quais variantes de oxitocina cada um tinha no corpo. O teste foi dividido em dois momentos: no primeiro, eles borrifaram o hormônio no focinho de cada cão. Já na segunda etapa, os animais inalaram um spray neutralizador com água salgada.
"O primeiro passo foi ensiná-los a abrir uma tampa para ter acesso a um brinde. Depois disso, eles ganharam a mesma tarefa com a tampa fixada em um lugar, o que tornou impossível sua abertura", disse Mia Persson, estudante e autora do artigo. "Cronometramos para ver quanto tempo eles ficariam na deles antes que pedissem ajuda."
Segundo o resultado do experimento, publicado no periódico Hormones and Behavior, a tendência de se aproximar dos humanos para pedir auxílio ficou maior quando eles respiraram a solução com oxitocina. 
"Oxitocina é extremamente importante para as relações pessoais. E nós temos variações de genes similares no sistema hormonal", falou Per Jensen, professor de Linköping que orientou a pesquisa. "Estudar o comportamento de cães pode nos ajudar a entender nós mesmos, e ainda contribuir com o conhecimento sobre distúrbios sociais." 
(Com informações de EurekAlert!)

Postagens mais visitadas