Mais de 150 garrafas de uísque e vodca adulteradas são apreendidas

Ao menos 153 garrafas de uísque e vodca adulteradas foram apreendidas pela Polícia Civil, em Cubatão (SP), nesta terça-feira (9). Um comerciante, que vendia os produtos em estabelecimentos de toda a região da Baixada Santista, foi preso em flagrante.
Uma denúncia levou policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) até um comércio na Avenida Principal, no bairro Vila Esperança. Ali, eles não encontraram o proprietário, que foi localizado momentos depois pela equipe enquanto realizava uma entrega em Praia Grande.
O comerciante Carlos Alberto de Araújo, de 38 anos, foi detido com os produtos que transportava e retornou com os policiais até o estabelecimento que mantinha em Cubatão. As garrafas adulteradas foram encontradas e apreendidas, para que fossem submetidas a perícia.
Preliminarmente, os investigadores apuraram que as garrafas de uísque eram preenchidas com produtos semelhantes, mas de qualidade inferior, além de serem diluídos com água. A vodca também era vendida com embalagens de marcas de valor elevado, mas com álcool e outras essências.
Carlos Alberto foi indiciado por crime contra a relação de consumo, e permaneceu detido após o flagrante. Inicialmente, ele alegou que comprava os produtos em atacado para lucrar com a venda a terceiros. A polícia ainda informou que os compradores dessas bebidas também podem ser indiciados, caso saibam da adulteração.

Do G1

Postagens mais visitadas