Caçadores de rinocerontes são devorados por leões

O mundo dá voltas: um grupo de caçadores foi devorado por leões. O episódio ocorreu na reserva Sibuya Game, na África do Sul, entre a noite de domingo (1) e a manhã de segunda-feira (2).

Em comunicado, a reserva lamentou o ocorrido e explicou que os supostos caçadores estavam em busca de rinocerontes. "Eles estavam armados com armas silenciadoras, machados, ferramentas para cortar arame e tinham comida o suficiente para dias — essas todas são características de grupos que têm intenção de matar rinocerontes e retirar seus chifres", afirmou o dono da Sibuya Game, Nick Fox. 
Os chifres desses animais se tornaram valiosos no mercado negro por serem utilizados em medicinas alternativas e serem considerados preciosos. Essa crença fez com que o número de rinocerontes caçados fosse de 13 para mais de mil entre 2007 e 2017, de acordo com a ONG Save the Rhino.
Segundo Fox, os corpos dos caçadores foram encontrados somente na terça-feira (3). A hipótese é que o trio tenha cruzado o caminho de uma alcateia de seis leões que os atacou. Os humanos não resistiram aos ferimentos e faleceram.
Nesta sexta-feira (6), a reserva Sibuya compartilhou um novo comunicado nas redes sociais: desde o incidente, muitas pessoas estão se questionando sobre o que será feito dos leões que atacaram os caçadores. Fox afirmou que, depois do episódio, os animais foram anestesiados e agora estão sendo monitorados por ele, uma equipe de conservação e outra de veterinários.
O dono do local fez questão de ressaltar que o comportamento dos felinos não está fora do padrão da espécie. "Apesar de continuarmos bastante vigilantes, seguimos confiantes de que esse incidente não mudará nada no status quo dos nossos leões", escreveu. 

Postagens mais visitadas