Após aula, alunos e funcionários têm intoxicação alimentar

Alunos e funcionários de uma escola estadual de Capitão Andrade, cidade que fica no leste de Minas Gerais, a 450 km de Belo Horizonte, tiveram intoxicação alimentar durante a realização de uma aula. Ao todo, 38 pessoas passaram mal, sendo 28 alunos e 10 funcionários.

Os alimentos foram feitos em casa e levados para a escola para uma aula especial de culinária brasileira. Os alunos foram divididos em grupos, e cada grupo levava um tipo de comida. 
A aula com alimentação compartilhada compartilhada aconteceu em uma sala do 2º ano. Segundo Reginaldo Carlos de Souza, vice-diretor da escola, é uma prática comum no colégio.
 — É uma atividade esporádicam que já aconteceu outras vezes. É um projeto específico de uma professora.
Ainda segundo o vice-diretor, uma amostra das comidas foi recolhida e passará por análise.
 — A gente buscou o que sobrou dessa comida pra fazer uma análise, que já está sendo feita.
Os alunos e funcionários foram levados a um hospital da cidade. A direção do hospital não quis gravar entrevista com a Record TV, mas informou que a maioria dos pacientes já foi liberada. A Polícia Militar foi acionada e registrou boletim de ocorrência.
* Estagiário do R7, sob supervisão de Lucas Pavanelli

Postagens mais visitadas