Intoxicação alimentar; homem foi a óbito após tomar suco de inhame

Na última terça-feira (16), um homem morreu após ingerir suco de inhame cru em São José do Rio Preto, Noroeste Paulista. 

De acordo com a família, o homem, quase idoso teria tomado o suco na tentativa de tratar a dengue, porém, teve o corpo intoxicado pela ingestão da bebida e não resistiu.
O homem de 56 anos, foi socorrido na Santa Casa de Misericórdia de Rio Preto, sentindo falta de ar e vomitando sem parar, uma equipe plantonista realizou o atendimento, mas, já era tarde e ele morreu. A médica que atendeu a vítima recebeu auxílio via telefone do Ceatox, Centro de Assistência Toxicológica, localizado no Hospital de Base. O Ceatox informou que os sintomas são semelhantes ao de uma intoxicação alimentar.
Médicos alertam para os cuidados no consumo de raízes como Mandioca e Inhame, o inhame por exemplo, o do tipo taro, possui ácido oxálico, que pode causar formigamento na garganta, mãos e boca, além de coceira. O inhame também possui taninos e fitatos, são componentes que são desfeitos se o alimento for cozido, do contrário podem causar diarreia, vômitos, náuseas e intoxicar o corpo, pois essas substâncias afetam órgãos internos como o fígado e rins, esta pode ter sido a causa da morte de José Aparecido da Silva.
Ainda segundo a família de José Aparecido, ele apresentava sintomas de dengue, mas, o diagnóstico ainda não havia sito confirmado, como há uma epidemia na cidade, todos acreditavam que ele estava de fato com dengue e ele tomou o suco com finalidade curativa.
O corpo da vítima passou por autópsia realizada pelo Instituto Médico Legal de Rio Preto, o resultado está previsto para ser entregue em 15 dias.
Na quinta-feira (18), a Prefeitura Municipal de Rio Preto divulgou o boletim da dengue, segundo os dados da Secretaria de Saúde foram confirmados 8.003 casos. Outros 2.809 já foram descartados e 7.004 continuam sendo investigados. No total, há 17.816 casos notificados. Até a data não havia sito registrado nenhum óbito em decorrência da doença.
Em casos de suspeita de dengue, procure ajuda médica, em Rio Preto por exemplo, já foram instalados dois centros de hidratação para tratar a doença, um na Zona Norte e outro na Zona Sul da cidade. Buscar soluções caseiras pode ser arriscado além de adiar o processo do tratamento da dengue, o que pode ocasionar no avanço do vírus no corpo e a progressão para a dengue do tipo hemorrágica.

Postagens mais visitadas